20ª ASSEMBLEIA NACIONAL DO SERVIÇO PASTORAL DOS MIGRANTES- SPM 12 A 14 DE NOVEMBRO DE 2021

Fotografia dos participantes da 20ª assembleia nacional do SPM Aconteceu nos dias 12 a 14 de novembro de 2021 a 20ª Assembleia Nacional do Serviço Pastoral dos Migrantes, em caráter formativo e de articulação; A assembleia ocorreu de forma híbrida: Presencialmente, contando com em torno de 30 membros (seguindo todos os protocolos de proteção contra a Covid 19) e também online, sendo transmitida pelo Zoom e pelo Facebook para todos que quiseram acompanhar. 


Inicialmente, houve a acolhida e apresentação dos participantes e um momento Celebrativo  Ecumênico coordenado por  Roberval Freire e Thiago Santos. O tema que iluminou a assembleia foi: Igreja, povo de Deus a caminho no mundo com os migrantes. Na sequência, Dom José Salles – Bispo de Pesqueira, presidente do Serviço Pastoral dos migrantes, expressou palavras de boas-vindas e convidou,  neste tempo ainda de pandemia, a sorrir com o olhar  e acolher com o coração, as manifestações, a cultura e a religiosidade dos povos migrantes, principalmente dos indígenas.  “Que esta assembleia, seja de olhar com o coração aos irmãos migrantes.”

Após a fala do dom, representantes das diversas regiões do Brasil apresentaram suas experiências realizadas pelo Serviço  Pastoral dos Migrantes nos Cenários Diversos da Migração no Brasil, seguidos de intervenções e complementos. Na sequência, Dr. João Chaves, da Defensoria Pública da União  – DPU trouxe os diferentes cenários do mundo do trabalho para Migrantes e Refugiados- FGV, mencionou o fechamento da fronteira em 2020 como  forma de filtragem, sendo que pessoas em vulnerabilidade não podiam entrar no país, mas europeus podiam entrar.  A DPU fez uma recomendação e tem a resolução nº 01 do Conselho Nacional de Educação –  para que a criança fosse incluída na rede de educação mesmo sem documentação e isso foi efetivado, foi positivo e está avançando. Todos os documentos foram prorrogados até 03/2022. “Há uma dificuldade no agendamento na PF. Para a PF a migração é um resíduo não uma solução “. disse.

 

Sobre a migração Venezuelana: evidencia a complexidade. os indígenas Warao é um grupo com características migratórias. Seguindo a pauta, abriu-se para o debate em plenária onde foram apresentados os diferentes desafios locais da ação junto aos migrantes e as iniciativas de enfrentamento, passos e diálogos.

O tema da assembleia Igreja, povo de Deus a caminho no mundo com os migrantes foi refletido por Pe. Alfredo José Gonçalves que desenvolveu a reflexão a partir do Concílio V.II e a atuação do Papa Francisco. Foi abordado ainda sobre: formação em todos os níveis; pandemia; democracia; emergência das fronteiras e aspectos teológicos. Estamos caminhando para a transição pós-pandemia. Como passar de uma assistência emergencial para um tripé: conscientização, organização e mobilização? Como retomar a cruz coletiva sem abandonar a cruz pessoal.

De forma remota, foi apresentado uma pesquisa que está sendo realizada com a Rede Scalabriniana e SPM sobre a empregabilidade, que nos dá um norte para o trabalho em conjunto. Um mapa de oportunidades para integração de migrantes no mercado de trabalho que ajuda a identificar fatores econômicos e sociais na questão da empregabilidade: é necessário identificar as dificuldades, oportunidades, perceber as melhores práticas, avaliar os principais resultados, através do diagnóstico, empreendedorismo e mercado digital.
Na sequencia, Marcia Maria de Oliveira, apresentou uma síntese dos trabalhos preparatórios para Assembleia Eclesial Latino Americana Caribenha no México de 21 a 29 de novembro de 2021, a qual tem um eixo de discussão da temática: Migrantes, Refugiados e Tráfico Humano. Márcia falou da preocupação de que seja uma sucessão de eventos e não de uma caminhada da igreja. Fóruns temáticos sendo realizados: cultura descartável, violência, casa comum, pandemia, solidariedade fraternidade, modelo econômico excludente. Lema central: TODOS SOMOS DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS em SAÍDA.

Ainda, foram realizados trabalhos em grupos para pensar sugestões da Semana do Migrante 2022, considerando o tema da Campanha da Fraternidade de 2022 – FRATERNIDADE e EDUCAÇÃO. Lema: Fala com sabedoria e ensina com amor. As sugestões foram apresentadas em plenária, e ao final assim ficou definido o Tema: Migração e Saberes e o Lema: Escuta com Sabedoria e fala com a prática. No decorrer da assembleia, os agentes da Pastoral dos Migrantes dos locais socializaram a caminhada e serviço que vem sendo realizados junto aos migrantes e refugiados.

No ultimo dia, as atividades foram iniciadas com a Celebração Eucaristia rezando em comunhão com a Igreja que celebrou a V Jornada Mundial dos Pobres, com o tema: “ Sempre tereis pobres entre vós” Sentes Compaixão?  Em seguida fez-se o planejamento das ações para o ano de 2022, considerando algumas datas fixas como: dia do Migrante, Dia do Refugiado, Jornada Mundial do Pobre, Semana do Migrante, Coletivo de Formação, e ainda em assembleia, fez-se a apresentação e aprovação final do Código de Ética e a prestação de contas. 

Materia: Tayna Silva
Imagem: Tayna Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *